Não posso escolher como me sinto, mas posso escolher o que fazer a respeito..
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 28 de março de 2011

Dizem que a gente tem o que precisa.
Não o que a gente quer.
Tudo bem. Eu não preciso de muito.
Eu não quero muito.

Eu quero mais.
Mais paz. Mais saúde. Mais dinheiro. Mais poesia.

Mais verdade. Mais harmonia.
Mais noites bem dormidas.

Mais noites em claro. 'Mais eu. Mais você.'
Mais sorrisos, beijos e aquela rima grudada na boca.

Eu quero nós.
Mais nós.
Grudados. Enrolados. Amarrados.

Jogados no tapete da sala.
Nós que não atam nem desatam.
Eu quero pouco e quero mais.
Quero você. Quero eu.


Quero domingos de manhã.
Quero cama desarrumada, lençol,
café e travesseiro.
Quero seu beijo. Quero seu cheiro.

Quero aquele olhar que não cansa, o desejo que escorre pela boca,
e o minuto no segundo seguinte:
nada é muito quando é demais.
'e principalmente quando é com você...'



(Fernanda Mello'

domingo, 27 de março de 2011

E naquele momento

eu queria ter encontrado o botão de Stand by do tempo..




Queria saber

quais são as cores

e as coisas

pra te prender...

Sobre as verdades..

Muito tempo se passou,
mas eu sei que por mais que eu diga que não,
que as coisas mudaram e tudo mais.
[Mudou SIM,
porque sei que EU
não sou mais mesma.]

Como também sei que,
por mais que minha razão insista em dizer que não...
No fundo a verdade é que...
[MEU CORAÇÃO AINDA NÃO DESISTIU DE VOCÊ]




( ... ) e ainda insisto

em não entender

porque o teu silêncio

vive fazendo eco no meu peito..

quinta-feira, 24 de março de 2011

Sempre pensando..

Pelo o que me diz respeito. Eu sou feita de dúvidas.
O que é torto, o que é direito. Diante da vida.
O que é tido como certo, duvido.
E não minto pra mim.

[Vou montada no meu medo.]
E mesmo que eu caia, 'sou cobaia de mim mesma.
'
No amor e na raiva, vira e mexe me complico.
Reciclo, tô farta, tô forte, tô viva.
E só morro no fim.
E pra quem anda nos trilhos cuidado com o trem.
Eu por mim já descarrilho. E não atendo a ninguém.
Só me rendo pelo brilho de quem vai fundo.
E mergulha com tudo, pra dentro de si.




(Martha Medeiros'

terça-feira, 22 de março de 2011

Mãos entrelaçadas..

Dar a mão alguém sempre foi o que esperei da alegria.

Muitas vezes antes de adormecer -
nessa pequena luta por não perder a consciência
e entrar no mundo maior -
muitas vezes, antes de ter a coragem
de ir para a grandeza do sono,
finjo que alguém está me dando a mão e então vou,
vou pra a enorme ausência de forma que é o sono.
E quando mesmo assim não tenho coragem,
então eu sonho.


Ir para o sono
se parece tanto com o modo
como agora tenho que ir para a minha liberdade.
[Entregar-me ao que não entendo]
será pôr-me à beira do nada.

Será ir apenas indo,
e como uma cega perdida no campo.
Essa coisa sobrenatural que é viver.
O viver que eu havia domesticado para torná-lo familiar.
Essa coisa corajosa que será entregar-me...
E como sempre em palavras me coloco, me desfaço, e me desnudo,
mas enquanto escrever e falar
vou ter que fingir que alguém está segurando a minha mão.


... ei você...
É você !! ...




Clarice Lispector (A paixão segundo GH)

Sobre o que EU penso..

Eu sempre me achei inconstante.
Sim, confesso que
o meu gênio não é dos mais fáceis de se lidar.

Vou da doçura
à acidez de um limão.
Sou movida pelo tempo,
pelas pessoas,

pelo ambiente,
por um sorriso.
Sempre caminhei de mãos dadas com imperfeição.

Eu nunca me adequei à paisagens feitas.
Talvez eu seja o cacto em um orquidário.

Ou um beija-flor no deserto.
Alias, eu realmente não faço questão de me definir.

Definição traz consigo o seu irmão Definitivo.
E esse, nunca foi uma boa companhia.
[Bom mesmo é sair pra passear com a mudança.]
Como uma boa amiga ela sempre está ao nosso lado.
No nosso rosto, nas nossas relações,
nos nossos sentimentos,

na nossa vida.
Mudar é tão inevitável quanto Respirar.
E ambos nos dão a oportunidade de algo maravilhoso: VIVER.

As vezes é necessário..

"Aprendi com a primavera; a deixar-me cortar
e voltar sempre inteira."


- Cecília Meireles -

sábado, 19 de março de 2011

Sim Ele sabe [ eu espero...]

Não sei porque, mas sempre me pego pensando no futuro.
Sempre me pergunto como será...
Se eu vou estar com quem eu amo,
se vou ter com quem conversar,
e alguém que me abrace
quando eu não me sentir muito bem,

alguem com quem eu queria estar... Sabe?!!!
Mas aí depois eu lembro,
que o futuro a Deus pertence,

[e que Ele sabe o que faz!]

Aí desisto de procurar as respostas..

É sempre assim que acontece...


Depois, uma amiga me chamou para ajudá-la a cuidar da dor dela.

Guardei a minha no bolso.
E fui.

Bem sei ...


"As vezes alguns segredos ficam trancados
não por falta de um narrador,

[mas de alguém que verdadeiramente saiba compreender..."]

Eu sei que sim ..


...mas estou aqui parada, pateta e ridícula,
só porque no meio desse imenso mundo procuro o verdadeiro amor...
Mas cuidado comigo baby, um dia encontro.”

(Caio F.

É assim que a vida caminha...



Você virou a página?

Hum ... legal.





Eu já estou lendo outro livro !

O pedido que sempre esqueço..


Apesar de tudo o que aconteceu, depois de todo sofrimento...
Você ainda é a primeira coisa
que passa na minha cabeça quando dizem :
" Faça um pedido "

[E eu sempre esqueço de pedir pra você sumir de minha vida.]

Pra mim chegaa!


"Eu estou tão Cansada de Assustar as Pessoas.

[E de ser o Máximo por tão Pouco Tempo.]

E de Entregar tanta Alma de Bandeja

pra tanta Gente que não Quer ou não Sabe Querer".


(TB.'

E só vc sabe..

E tem dias que você até é feliz ..
muito estranhamente
feliz ousa-se dizer
...
vive ao lado
de pessoas especiais,
e você as ama,
e sente que
" algumas"
reciprocamente
sentem o mesmo.

Dias de felicidades que não são falsas,
ao lado de pessoas que te fazem um bem único,
afinal cada uma lhe é especial de alguma forma.
E os dias de fato são bons...


... mas você sabe... Você sente que ainda falta alguém...



Eu já sabia...


Eu sei ... Tu estás cansada,

mas ainda assim não desistes né?

[O nome disso é amor!]

... eee não me contaram nenhum segredo :'(

Ok !


Lágrimas
não doem,


o que dói
é o motivo
que as fazem cair.


Então,

não me peça

para parar de chorar,

faça parar de doer
!

RUM..


Não quero sentir mais porra nenhuma !

[Pronto Falei!!!]

Please..

Eu estou fingindo estar bem,

por favor não interrompa minha performace...

[ Eu não quero pensar]


Quando enfim
penso que estou
[me acostumando, ]
que estou te esquecendo,
você ressurge
de forma inesperada
ocupando
todos
os
espaços.

A moça - que não era Capitu

''Lá está ela, mais uma vez.
Não sei, não vou saber,
não dá pra entender
como ela não se cansa disso.

Sabe que tudo acontece
como um jogo,
se é de azar ou de sorte,
não dá pra prever.

Ou melhor, até se pode prever,
mas ela dispensa.

Acredito que essa moça,
no fundo gosta dessas coisas.

De se apaixonar, de se jogar num rio
onde ela não sabe se consegue nadar.

Ela não desiste e leva bóias.
E se ela se afogar, se recupera.

Estranho e que ela já apanhou demais da vida.
Essa moça tem relacionamentos estranhos,

acho que ela está condicionada a ser uma pessoa substituta.
[ E quem não é?]
A gente sempre acha que é especial na vida de alguém,
mas o que te garante
que você não está somente servindo pra tapar buracos,

servindo de curativo pras feridas antigas?
A moça, ela muito amou,
ama, amará, e muito se machuca também.
Porque amar também é isso, não?
Dar o seu melhor pra curar outra pessoa de todos os golpes,

até que ela fique bem e te deixe pra trás,
fraco e sangrando.

Daí você espera por alguém que venha te curar.
As vezes esse alguém aparece, outras vezes, não.
E pra ela? Por quem ela espera?

E assim, aos poucos,
ela se esquece dos socos, pontapés,
golpes baixos que a vida lhe deu,
lhe dará.

A moça - que não era Capitu,
mas também tem olhos de ressaca -

[levanta e segue em frente.]
Não por ser forte, e sim pelo contrário,
por saber que é fraca o bastante
para não conseguir ter ódio no seu coração,

na sua alma, na sua essência.
E ama, sabendo que vai chorar
[muitas vezes ainda.]

Afinal, foi chorando que ela, você e todos os outros, vieram ao mundo.''


(Caio Fermando'

Ainda estou a pensar sobre isso...


Eu ia te escrever qualquer dia, eu tinha
— e tenho — um monte de coisas pra te dizer,
aquelas coisas que a gente cala quando está perto
porque acha que as vibrações do corpo bastam,
ou por medo, não sei.



Caio Fernando Abreu

Seria isso possível...

Seria tão bom
sair por aquela porta
[e conhecer alguém]
sem precisar procurar no meio da multidão.
Alguém que soubesse se aproximar
sem ser invasivo ou que não se esforçasse tanto
para parecer interessante.
Alguém de quem eu não quisesse fugir
quando a intimidade derrubasse nossas máscaras,
que segurasse minha mão e tocasse meu coração.
Que não me prendesse, não me limitasse, não me mudasse,
alguém que me roubasse um beijo no meio de uma briga
e me tirasse a razão sem que isso me ameaçasse.
Que me dissesse que eu canto mal,
que eu falo demais

e que risse das vezes em que eu fosse desastrada.
Alguém de quem eu não precisasse..
mas com quem eu quisesse estar sem motivo certo.

Alguém com qualidades e defeitos suportáveis,
que não fosse tão bonito e ainda assim
eu não conseguisse olhar em outra direção.
Que me encontrasse até quando eu tento
[desesperadamente me esconder do mundo.]
Eu queria sair por aquela porta
e conhecer alguém imperfeito,
[mas feito pra mim.]

Sobre aprender a ME ouvir tbm!

"E então te digo:
- Tudo á seu tempo meu bem,
e tão certo como o ar que eu respiro
te digo que as coisas acontecem
[no tempo certo,]
para que assim seu tempo de duração ñ seja afetado,
para que tudo seja perfeito,
para que tudo corra bem como esperamos que seja,
e nos faça não somente sonhar, mas também viver
os dias melhores que sempre esperamos
e desejamos incansavelmente a sua chegada..."

[ e digo não somente a ti,
como é de meu costume dizer sempre aos outros]

me agarro a estas verdades, e as tomo como minha...

Tributo ao tempo.

"Dizem que a vida é curta,
mas não é verdade.

A vida é longa
PARA QUEM CONSEGUE VIVER PEQUENAS FELICIDADES.

E essa tal felicidade anda por aí, disfarçada,
como uma criança traquina
...brincando de esconde-esconde.

Infelizmente às vezes não percebemos isso
e passamos nossa existência colecionando nãos:
A viagem que não fizemos, o presente que não demos,
a festa que não fomos, o amor que não vivemos,
o perfume que não sentimos.
A vida é mais emocionante
QUANDO SE É ATOR E NÃO ESPECTADOR;
Quando se é piloto e não passageiro,
pássaro e não paisagem, cavaleiro e não montaria.
E como ela é feita de instantes,
não pode nem deve ser medida em anos ou meses,
mas em minutos e segundos.

ESTE MENSAGEM É UM TRIBUTO AO TEMPO.
Tanto àquele tempo
que você soube aproveitar no passado

quanto àquele tempo
que você não vai desperdiçar no futuro.


"PORQUE A VIDA É AGORA ..."
Não tenha medo do futuro, apenas lute
e se esforce ao máximo para que ele seja
do jeito que você sempre desejou"
A morte não é a maior perda da vida.

"A MAIOR PERDA DA VIDA, É O QUE MORRE DENTRO DE NÓS ENQUANTO VIVEMOS! "

quarta-feira, 16 de março de 2011

Aprendendo..

Quando me entrego, me atiro.
Mas quando recuo, [não volto mais.]

(Clarice Lispector)


segunda-feira, 14 de março de 2011

Ouse viver o momento.

Se...
Você não se entrega com todas as forças àquilo que quer,

não pode reclamar se deixar passar a chance de consegui-lo.
Eu, particularmente,
prefiro pecar pelo excesso do que pela falta.

Prefiro correr demais,
chorar demais, comer demais,

beber demais, beijar demais,
abraçar demais, amar demais,

do que fazer tudo de menos
e não poder voltar atrás pra dar mais valor.

Tem gente que não se dá conta do tempo passando,
das chances sendo desperdiçadas,
dos momentos bons
que poderiam ter sido compartilhados
com apenas um gesto
ou uma palavra.
Tem gente que não sabe o que quer.

[E perde de viver o momento...]
Momento este
que pode durar para a vida toda,

ou ser aquele que tanto esparava,
e deixou passar por não estar atento.

Por ficar procurando ao redor,
ou esperando "um outro momento acontecer".

Tenho apostado
todas as minhas fichas, e caso eu perca,

[ao menos sei que tentei],
e que a roda da vida continue a girar, e se for para
me arrepender,
que seja pelo que fiz,
e não pelo que deixei
de fazer por medo de tentar.

E volto a dizer:
A GENTE PERDE MUITO QUANDO SENTE MEDO! SABIA?!!




E o meu...

bem, deixei-o naquela gaveta velha
do criado mudo.


Aquela...
a qual eu fiz questão
de perder as chaves !
;)

sábado, 12 de março de 2011

Sua eterna Primavera...

E eu acho é graça deste seu tentar viver...
Ninguém nunca vai te compreender tanto quanto eu.
A minha vida é sua, e eu daria ela por você!
Amor?!! Talvez!
Vai além do que eu com minhas palavras
possa descrever.

Sei dizer que é verdadeiro,
isento de qualquer comparação

que ousem fazer.
Tu compreendes? Não sei ao certo.
Mas sinto que talvez te seja pesado carregar
a responsabilidade
de tal sentimento.
Ficas como borboleta de flor em flor...
Mas quem sabe tu com o tempo entendas
[que o teu jardim sou eu,
]
e as outras flores são apenas parte
de um caminho q sempre te
levarão a reticências,
e a interrogações; Eu sou o seu ponto final!

... E eu acho é graça deste teu tentar viver ... (risos)
Tenho em mim todos os sonhos do mundo!
E um deles sempre
me levará até você..
Amor, ternura,
carinho, cuidado, desejo?!

Talvez um misto de todas as palavras
q eu consiga aqui descrever.

Ainda assim são só palavras.
Carregadas de sentimentos; Sim! eu confesso!

Mas a conclusão alguma hei de chegar,
por mais que eu tente,

[ a mim mesma ], á vc, este mistério desvendar...
Sei de algo somente, que com a mais ávida certeza
não tenho anseio em demonstrar.
Não há nada de imediato
que me seja tão claro,
e ao mesmo tempo,
meio insano me venha parecer...

Não tenho maiores explicações,
para qualquer que seja

possa vir a me compreender,
Só sei dizer que minha vida é sua,
e eu daria ela por você!

Compreendes?!! Não?!!
Tudo bem... (risos)
Ainda continuo a achar graça
deste teu tentar viver...





Com amor,

Sua eterna Primavera..



quarta-feira, 9 de março de 2011

CURRICULUM VITAE

Eu já dei risada até a barriga doer, já nadei até perder o fôlego, já chorei até dormir. Já me queimei brincando com vela. Já fiz desenhos no caderno todo com meu nome e outro num coração. Eu já fiz bola de chiclete e sujei todo o rosto, já conversei com o espelho. Já quis ser veterinária, fotografa, escritora, pianista... e trapezista.
Já me escondi atrás da cortina e esqueci os pés pra fora. Já passei trote por telefone, já toquei a campainha e saí correndo, já tomei banho de Chuva e acabei me viciando. Já roubei beijo, Já fiz confissões antes de dormir num quarto pra melhor amiga. Já confundi sentimentos, peguei atalho errado e continuo andando pelo desconhecido.

Já raspei o fundo da panela de arroz carreteiro, já chorei ouvindo música no ônibus. Já tentei esquecer algumas pessoas, mas descobri que essas são as mais dificeis de se esquecer. Já fingi estar dormindo, só pra ver outra pessoa dormir.Já fiz guerrinha de travesseiro e fiquei acordada a noite toda com amigas. Já subi escondido no telhado pra tentar pegar estrelas, já subi em árvore pra roubar fruta, já caí da escada, da bicicleta e do cavalo.
Já fiz juras eternas, e escrevi cartas de amor intermináveis, já me apaixonei pela internet e dormi chorando sem que ninguém soubesse, já escrevi no muro da escola, já chorei sentada no chão do banheiro, já fugi de casa pra sempre, e voltei no outro instante. Já saí pra caminhar sem rumo, sem nada na cabeça, ouvindo estrelas.

Já corri pra não deixar alguém chorando, já fiquei sozinha no meio de mil pessoas sentindo falta de uma só. Já vi pôr-do-sol cor-de-rosa e alaranjado, já olhei a cidade de cima e mesmo assim não encontrei meu lugar.
Já senti medo do escuro, já tremi de nervoso, já quase morri de amor, mas renasci novamente pra ver o sorriso de alguém especial. Já acordei no meio da noite e fiquei com medo de levantar. Já roubei rosas num enorme jardim. Já me apaixonei e achei que era para sempre, mas sempre era um para sempre pela metade. Já deitei na grama de madrugada e vi a Lua virar Sol, já chorei por ver amigos partindo, mas descobri que logo chegam novos, e a vida é mesmo um ir e vir sem razão. Foram tantas coisas feitas, momentos fotografados pelas lentes da emoção, guardados num baú, chamado coração.

E agora um formulário me interroga, me encosta na parede e grita:

- Qual sua experiência?
Essa pergunta ecoa no meu cérebro:
- experiência... experiência...

Será que ser semeadora de sorrisos é uma boa experiência? Não!

[Talvez eles não saibam ainda colher sonhos!]

Noites a fio..

Um Poeta supri sua solidão interior
com Papel e Caneta...

sábado, 5 de março de 2011

REinventando-ME

Estou amando esta minha mais nova capacidade de
[REinventar-me] sempre que necessário.
Enfim compreendi que a vida,
o destino, as dores e alegrias,
tudo nos ensina!

Que estejamos atentos, a fazer anotações valiosas,
e com o coração aberto a entender
os casos e acasos que a vida ensina;

e quem sabe obteremos as respostas
aos nossos porquês incessantes.

Afinal, tudo que chega ,
chega por algum motivo, ou uma razão,

que nem sempre cabe a nós entender;
E se...
de uma vez por todas compreendermos isso,
EU GARANTO, que muitos sofrimentos

passam a ser bem menores, e mais superáveis.
Estou aprendendo a ser mais tolerante, paciente
comigo mesma,
com os outros,
E COM A VIDA,
e isso tem me feito um "bem danado".

O que há de ser ninguém muda!
JÁ ESTÁ ESCRITO, COM UMA TINTA QUE NUNCA BORRA!

E se por ventura hoje eu vier a chorar,
tratarei de me lembrar que
talvez

tenha sido
necessário

esta lágrima cair "só hoje",
para que mais adiante

eu pudesse ser de fato feliz
por um tempo bem maior.

O que pode mudar a sua vida
não é a maneira com que as coisas acontecem,

mas sim a sua forma de agir perante a elas;
abaixar a cabeça, chorar e se lamentar...

Ou levantar-se apesar do coração doido,
desprezar todas as montanhas impostas,

e vislumbrar as possibilidades que ainda lhe resta!
Com "Shakespeare" aprendi que:
"Não importa em quantos pedaços meu coração foi partido,

o mundo não para que eu o conserte."
Então eu tbm não irei parar por isso!

E ouço um sussurrar doce que me diz:
Ei, menina! Vamos, levante-se que a vida continua...

"Um band-aid no coração,
um sorriso nos lábios – e tudo bem.
"

E se amanhã algo der errado, que seja...
REinvente-se novamente!!

quinta-feira, 3 de março de 2011

Nas manhãs de setembro..


Fui eu quem se fechou no muro
E se guardou lá fora
Fui eu quem num esforço

[Se guardou na indiferença]

Fui eu que numa tarde

Se fez tarde de tristezas

Fui eu que consegui

Ficar e ir embora...
E fui esquecida

Fui eu!
Fui eu que em noite fria
se sentia bem
E na solidão sem ter ninguém
Fui eu!




Fui eu que em primavera
Só não viu as flores
E o sol
Nas Manhãs
de Setembro...




Eu quero sair ... Eu quero falar
Eu quero ensinar o vizinho a cantar
Eu quero sair ... Eu quero falar
Eu quero ensinar o vizinho a cantar
Nas Manhãs de Setembro ... Nas Manhãs de Setembro...
[Nas Manhãs...]'Vanusa

E escrever por profundamente querer falar... GRITAR!

Talvez as expectativas
sejam frutos de muitos pensamentos

[expectativas em demasia , faz tudo dar errado, SEMPRE!]
Talvez a dor do sofrimento não seja tão opcional assim
[NUNCA É!
SERÁ QUE POSSO OPTAR
POR NÃO SENTIR?]

Talvez um dia
as palavras deixem de ser erros

talvez escrever demais
[SEJA DEMAIS]

MAS AINDA ASSIM
LIBERA O GRITO
PRESO NA GARGANTA
QUE SÓ ATA CADA VEZ MAIS...
E PARECE FORCA
Talvez um verso simples
seja mais sincero que um "eu te amo"

[MAS O QUE É SINCERO MESMO...?]

Talvez um bom dia
seja o desejo INCONSCIENTE
de querer ficar
um pouco mais
ao lado de alguém

Talvez vontade de ter amnésia e desapego
sejam vontades reprimidas
de querer alguém por perto, SEMPRE...
Talvez perdoar seja necessário.
E esquecer não muito apropriado;

[ EQUECER?!! AS VEZES É MAIS QUE NECESSÁRIO]
Talvez os sabores se misturem
e acabem formando nuvens de algodão doce
...
[OU TEMPESTADES SEM ARCO-IRIS NO FINAL]
Talvez ainda não seja tarde, ou cedo demais
[QUEM VAI SABER? MAS EU JURO QUE QUERIA PODER!]
Talvez meus netos possam sentar num banco
e ver os desenhos nas nuvens

[JÁ QUE POR AQUI SÓ HÁ NOITE... E SEM ESTRELAS]
Talvez eu morra ouvindo mpb e música clássica
[MORRER? OXALÁ QUE FOSSE DORMINDO]
Ou talvez tudo isso não passe de meras sugestões...
Mas que deveriam muito bem serem levadas em conta!
[AS VEZES DESISTIR ,
É O MAIOR ATO DE CORAGEM QUE SE PODE TER]

Talvez cause dor...

... OU SIMPLESMENTE NÃO HAJA DE FATO OUTRA MANEIRA
DE SE SENTIR DE FATO LIVRE!!!


Uma dose de amnésia e duas de desapego, DUPLA!!
... e sem gelo! PLEASE!!